notícias, pensamentos, fotografias e comentários de um troineiro

domingo, 19 de julho de 2015

“Ora já sabem que eu estou aqui?”

Este era o pregão bem conhecido com que o “Ervilha” chamava a atenção não tanto  para a sua pessoa mas sim para o produto que comercializava. Podemos ainda hoje ouvi-lo quase diariamente na setubalense Rádio Azul como que uma imagem de marca.

Quando chegava o tempo quente do Verão eram os deliciosos gelados que ele comercializava utilizando para o efeito um curioso veículo movido a pedal.

Quando o frio do Outono se aproximava eram as castanhas ou as batatas doces assadas no assador de barro que faziam as delicias dos setubalenses, quer pelo agradável cheiro que perfumava a zona onde se encontrava, quer pelo delicioso paladar destes produtos.

Os carrinhos onde transportava os equipamentos eram também diferentes e diferente era também a forma como se apresentava em público. No Verão para vender os gelados podíamos encontrá-lo vestido de branco, já no Inverno o nosso “Ervilha” envergava uma roupagem mais escura e mais forte.

Curiosamente no seu carro de mão onde funcionava o assador das castanhas, que seriam servidas aos clientes num cartucho de papel de uma antiga lista telefónica, podia ler-se outro dos seus bem conhecidos slogans publicitários: “ O Ervilha nunca falha”.

E de facto não falhava! Com chuva, frio, ou calor habituamo-nos a ver e ouvir este homem, figura carismática, que com o seu negócio de rua governava a sua casa e acabou a fazer parte da vida de muitos setubalenses que jamais irão esquecer este personagem tão característico da nossa cidade.

Morra o homem fique a memória, daí os setubalenses não esquecerem o simpático Ervilha e muito menos o seu encantador pregão:  “Ora já sabem que eu estou aqui?”

Rui Canas Gaspar
2015-julho-07

www.troineiro.blogspot.com

1 comentário:

  1. Ainda hoje me lembro do gosto dos seus gelados, eram uma delicia.

    ResponderEliminar